Publications Languages Brasil Dansk Deutsch English Espanol Farsi Francais Greek Hungarian Italia Japanese Latvian Polish Portuguese Svenska
This is the official website for Nicotine Anonymous World Services. Any unauthorized website using Nicotine Anonymous' name and providing information, opinions, literature or outside links to other websites are not and have not been approved by Nicotine Anonymous World Services.

Publications

 

Décimo Segundo Passo

Tendo experimentado um despertar espiritual como resultado deste passos, procuramos levar esta mensagem ao usuário de nicotina e praticar estes princípios em todas as nossas atividades.
O tema do Décimo Segundo Passo é nosso recém-descoberto modo de viver; é a liberdade, a alegria e a serenidade que descobrimos através do despertar de nosso espírito. O poder do Décimo Segundo Passo está em que ele nos fornece um guia de como viver o resto de nossas vidas. Existem três componentes neste passo. O primeiro é o "despertar espiritual" e refere-se, é claro, a aonde estivemos no passado e ao que nos aconteceu. As outras duas partes - "levar a mensagem" e "praticar estes princípios" - são os guias para vivermos e para nosso futuro.

Se examinarmos os passos anteriores, fica claro que estamos diante de um processo de despertar espiritual. Houve crescimento e mudança graduais. Reconhecer a falta de controle que a adicção à nicotina instalou em nossas vidas e aprender a admitir nossa impotência são coisas que não aconteceram sem esforço. Exigiram muito trabalho.

Começar a acreditar nalgum Poder Superior e começar a "entregar" não foi nada fácil para muitos de nós. Lutamos, resistimos e brigamos. Mas gradualmente removemos mais uma casca da cebola e passamos pelos Segundo e Terceiro Passos. Continuamos a evoluir, a crescer, a nos concientizarmos.
O processo seguiu. Lentamente, passo a passo, lutamos para descobrir nosso caminho em meio à profunda sonolência em que estávamos mergulhados. Através do que foi para nós, com certeza, o maior esforço de nossas vidas, despertamos para uma nova percepção de nós mesmos e de nossas vidas.

Para muitos a mudança compreendeu uma consciência do significado de estarmos neste planeta, de estarmos vivos e de haver alegria e felicidade a se desfrutar hoje, aqui e agora.

Despertamos daqueles tempos de lento suicídio pelo uso de nicotina quando nossos espíritos eram tragados por um imenso oceano de auto-aversão, esmagados por infindáveis ondas de ânsia, medo e fracasso. Conseguimos encontrar um caminho que nos levasse para cima das ondas, para flutuarmos e nos divertirmos sobre elas ao invés de deixar que elas se abatessem sobre nós e nos atirassem  na areia. Encontramos uma prancha de surf. Encontramos o Poder Superior. Encontramos uma força para nos salvar de nós mesmos. Conseguimos pouco a pouco destampar a fonte interior de nosso próprio sistema de crenças, de nossa imaginação e nossa fé - um Deus como nós O compreendiamos. Alguém, algo, qualquer coisa maior do que nós mesmos.

Começamos a compreender que o mal-estar que sofríamos como adictos à nicotina - o auto-policiamento destrutivo, as inadequações, as depressões, as falsas bravatas, a agressividade irracional, e a implacável auto-aversão - tudo provinha de um íntimo sentimento de solidão e medo. Pensamos poder lidar sozinhos com isto. Estavamos sós e tentamos diminuir a dor através da nicotina.

Finalmente fomos capazes de reconhecer a insanidade causada pelo isolamento auto-imposto. Então permitimo-nos encontrar uma companhia - que chamamos de Poder Superior.

Aprendemos a trabalhar para nos mantermos em contato com nossa alma, com o nosso Poder Superior; encontramos um meio de nos mantermos serenos apesar dos altos e baixos. Descobrimos que podemos flutuar sobre as ondas.

Com esta descoberta a vida tornou-se uma série de pequenos milagres e maravilhas. Ao reconhecer, aceitar e acolher nossa propria existência espiritual ficamos menos sujeitos a chafurdar na auto-piedade ou a passar um dia inteiro remoendo o passado. Ao encontrarmos paz para cavalgar nosso planeta em sua jornada, percebemos que cada momento tem a sua recompensa. Cada momento torna-se sagrado. E cada momento nos enriquece pois aprendemos a viver hoje, aqui e agora. Cada gota de chuva que cai, cada respiração, cada montanha que escalamos, cada topada que damos, cada rajada de vento que sopra são igualmente significativos pois nós os experimentamos. Eles existem e quando existimos como parte deles não estamos sós. E quando não estamos sós não precisamos nos matar com nicotina.
É isto o que queremos dizer ao mencionar um despertar espiritual. Isto é o que nos aconteceu através do processo dos passos.

No entanto continuamos adictos. Quando começamos a experimentar a alegria de estarmos livres do uso da nicotina corremos o risco de pensar novamente que conseguimos controlar as coisas. Este é o risco de sermos adictos. Conforme diminue o sofrimento de nosso passado de nicotina voltam as tentações que nos meteram em problemas. Isto nos conduz para as duas últimas partes do Décimo Segundo Passo: o plano de ação para continuarmos a viver livres da nicotina.

Aprendemos que a melhor maneira de evitar a loucura de querer reassumir o controle de nossas vidas é partilhar a dádiva da nossa nova vida com aqueles que ainda estão sofrendo. Chamamos isto de "levar a mensagem", coisa que fazemos de duas maneiras: doamos a dádiva que recebemos através da partilha, e deixamos que nossas vidas sirvam de exemplo para os outros.

A maneira como levamos a mensagem para quem ainda está usando nicotina é partilhando nossa experiência, força e esperança com eles. É simples e é seguro. Sabemos do milagre que ocorreu em nossas próprias vidas, e podemos partilhá-lo com pessoas que ainda estão sofrendo. Mas ao partilhar devemos ficar atentos para partilhar apenas a nossa experiência - e a de ninguém mais.

Podemos partilhar a força que encontramos através da honestidade e da humildade. E podemos partilhar a alegria que encontramos através de uma nova fonte de energia positiva, a felicidade que encontramos ao nos rendermos a algo maior do que nós mesmos, a um Poder Superior.

Cada ato praticado com gratidão ao partilharmos as dádivas de nossos próprios milagres, não importando o quão pequena a tarefa pudesse parecer isoladamente, trazia-nos suas próprias lições e recompensas. Damos o que recebemos e assim recebemos ainda mais. Nós que estivemos nas profundezas do desespero e da agonia aprendemos na medida em que ajudamos a alçar os outros deste pesadelo. Nossa própria alegria aumenta ao vermos outros sendo ajudados pelo que aprendemos. Para nós há alegria em ajudar um recém-chegado a superar uma única vontade de usar nicotina que seja pois, como bem sabemos, cada vontade é mortal.

O que fazemos para ajudar um usuário de nicotina a passar por uma vontade de usar pode ser muito simples e não exigir mais que falar alguns minutos ou dar um abraço ou um aperto de mão. Conhecemos a dor pois já a experimentamos. Nossa alegria em ajudar não diminue pela simplicidade da tarefa pois entendemos sua importância.

Ajudando os outros aprendemos a respeito da compaixão, da paciência e da tolerância. Estes maravilhosos presentes ajudam-nos a aceitarmo-nos e a reafirmar nosso próprio valor e nosso crescimento. Nossa própria, simples e honesta mensagem de como nos recuperamos da adicção à nicotina é inacreditavelmente poderosa. Assistindo às reuniões e tonando-nos visíveis e disponíveis prestamos o maior serviço possível. Quanto mais participamos, mais estamos ativos e melhor podemos levar a mensagem. Não saímos por aí procurando converter os outros.

Mostramos o caminho pelo exemplo. Esta é a terceira parte do Décimo Segundo Passo. Praticamos os princípios da recuperação - os princípios que aprendemos através dos Doze Passos - e o fazemos em todas as nossas atividades. Estes princípios incluem coisas como aceitação, rendição, humildade tolerância, paciência, boa vontade, abertura, amor, esperança, fé, confiança, alegria.

Estes são os princípios que nos resgataram da solidão e do medo. Tornaram-se princípios constantes para apreciar a liberdade, a alegria e a serenidade em cada dia de nossas vidas.

Além disso, quando praticamos estes princípios em todas as nossas atividades, fazemos um ótimo trabalho de levar a mensagem. Pessoas que nos conheceram antes percebem as mudanças à medida em que avançamos na recuperação. Levamos a mensagem ao nos mantermos permanentemente em recuperação.

O que começou como um desesperado propósito de parar de fumar floresceu e transformou-se em liberdade para viver. Com respeito e humildade, aprendemos a apreciar a mais preciosa de todas as dádivas - a aceitação de nossa própria humanidade e a consciência de que não estamos sós.

Como a própria vida os passos são um processo e um ciclo. Vivemos os passos praticando seus princípios positivos em todas as nossas atividades. O Décimo Segundo Passo não é o fim. É para o resto de nossas vidas.
Significa liberdade, alegria e serenidade.